fbpx

Como usar pagamento recorrente para reduzir a inadimplência?

pagamento-recorrente
4 minutos para ler

Serviços de prestação contínua exigem um modo de pagamento com a mesma dinâmica. É o que chamamos de pagamento recorrente, pois deve acontecer com uma periodicidade previamente definida. Provedores de internet podem se beneficiar muito com isso, já que é possível gerar previsibilidade ao caixa da empresa e redução na inadimplência.

Neste artigo, você entenderá mais a fundo o conceito dessa modalidade de pagamento, quais são as formas de implementação para tirar melhor proveito dela e como uma ferramenta pode ajudar, inclusive, na gestão de inadimplência. Vamos lá, avance na leitura!

O que é um pagamento recorrente?

Entre os diversos produtos e serviços disponíveis no mercado, existem aqueles em que o consumo é contínuo. Não à toa, algumas obrigações são chamadas de contas de consumo, pelo fato de este ser necessariamente recorrente. Um bom exemplo é a energia elétrica de uma residência.

Assim como o consumo é contínuo, o pagamento (por tabela) também precisa ser. É nisso que consiste um pagamento recorrente, que também pode ser aplicado ao uso de internet, dado que o serviço é prestado ininterruptamente ao longo dos meses de um ano.

Então, temos que o pagamento recorrente se caracteriza por uma transação financeira que ocorre entre uma empresa prestadora de determinado serviço e um cliente. Ele é feito de forma automática e tem como contrapartida o objeto de prestação do serviço.

Quais são as formas de pagamento recorrente?

O não uso do pagamento recorrente pode ocasionar inadimplência de clientes, que é hoje um dos grandes desafios enfrentados por provedores de internet. Por isso, é importante entender quais são as possibilidades de implementar esse método dentro do seu negócio.

Basicamente, existem três formas de implementar o pagamento recorrente em um provedor de internet. A primeira delas é usar o boleto bancário. Aqui, as vantagens são as baixas taxas e um rápido fluxo de caixa. Porém, vale ressaltar a necessidade de um processo de atenção nessa modalidade, visto que o pagador precisa realizar uma ação.

A segunda maneira é por meio do cartão de crédito. Ele tem taxas administrativas mais altas e um ciclo de recebimento maior, em torno de 30 dias. No entanto, é vantajoso porque os dados de cobrança são informados uma única vez e, após isso, não exige nenhuma outra ação do cliente. Isso traz mais previsibilidade de receita ao provedor e menos inadimplências.

Por fim, existe a opção do uso de débito em conta corrente de forma automática. Deve haver saldo na conta do cliente, além de sua expressa autorização no ato da contratação do serviço. Ponto desfavorável são as restrições bancárias existentes para implementar esse tipo de pagamento por questões de fraudes, justificam os bancos.

Quais são as vantagens desse meio de pagamento?

Um dos grandes benefícios do pagamento recorrente é a retenção de clientes. Com essa modalidade de quitação estabelecida, pode-se fidelizar o assinante e garantir à empresa o retorno do investimento feito. Além disso, assim como já foi mencionado, é possível ter um maior controle sobre a inadimplência do provedor, proporcionando uma melhor previsão de receitas.

O pagamento recorrente é uma excelente ferramenta de gestão financeira que está disponível aos provedores. Cabe lembrar que ter um sistema eficiente para a implantação é essencial. Nesse sentido, o MK SAC+, além de oferecer um aplicativo de celular personalizado do seu provedor,  é capaz de realizar a integração bancária para seus clientes e, assim, efetuar as quitações de forma automatizada todo mês através do cartão de crédito.

Tem interesse na nossa solução? Então entre em contato conosco para saber tudo o que o nosso aplicativo pode fazer pelo seu provedor de internet!

Você também pode gostar

Deixe um comentário