fbpx

DaaS: entenda o que é e como funciona

12 minutos para ler

A necessidade atual por flexibilidade e agilidade no tratamento dos dados levou as empresas a buscarem novas soluções. Afinal, elas precisam contar com decisões centradas nos dados para expansão dos negócios e redução de custos. Para isso, muitos recorrem a serviços de DaaS (Data as a Service), um novo paradigma que tem se tornado comum.

Esse é mais um dos modelos oferecidos pela computação em nuvem. Com o Data as a Service, as empresas se mantêm preparadas para gerenciar a quantidade massiva de dados gerada atualmente e conseguem utilizar essa tecnologia para otimizar os seus processos e escolhas. Além disso, é possível concentrar melhor os dados e acompanhar indicadores relevantes. 

Para saber mais sobre o impacto do DaaS para provedores, continue acompanhando o artigo a seguir.

O que é DaaS e como ele funciona?

O DaaS é uma sigla que representa “dados como um serviço”. É um modelo de serviço oferecido com o apoio da computação em nuvem. Assim, é um recurso computacional provido por companhias especialistas de forma recorrente, por taxas simples de gerenciar. Nesse caso, em específico, compreende os dados e a infraestrutura necessária para gerenciar, processar e analisar o Big Data.

Ou seja, o DaaS cuida de todo processo envolvendo dados. Desde a coleta em diferentes fontes até a extração de insights dos dados em forma de relatórios, gráficos ou storytelling.

Dessa forma, a empresa contratante do serviço não precisará manter uma estrutura interna para arcar com isso. A responsabilidade de manutenção e segurança se tornam exclusividade do fornecedor .

No Data as a Service, assim como em outros modelos de nuvem, a computação é distribuída e descentralizada. Diferentemente de ser concentrada em servidores localizados on-premises, os dados vêm de fontes terceirizadas e são acessados via internet. A principal motivação para esse tipo de serviço é a diminuição dos silos de dados e da dispersão deles.

Quando a empresa conta com uma fonte de dados terceirizada e com os componentes computacionais necessários, é possível evitar que as informações sejam divididas e separadas na companhia. Assim, é mais fácil compartilhar informações relevantes com pessoas de outros times e setores, favorecendo melhorias em todos os setores da empresa.

Ademais, a concentração também permite redução da redundância dos dados. Nesse sentido, há uma gestão inteligente dos dados coletados. Por essa razão, o modelo é tão importante para companhias com sedes em inúmeros locais geograficamente distantes que precisam de uma comunicação mais efetiva.

Diante da necessidade de gerenciar dados em massa e tomar melhores decisões, as empresas estão recorrendo a esse tipo de solução. Assim, conseguem uma forma de se adaptar à transformação digital sem grandes custos ou riscos. Pensando também na relação entre transformação digital e provedores de internet, entendemos como esse ramo tem buscado esse tipo de serviço. 

Quais as principais vantagens de adotar o DaaS nas empresas?

Agora, vamos analisar quais as principais vantagens de adotar o DaaS em sua companhia.

Qualidade dos dados

Esse é justamente um dos grandes desafios do Big Data: a quantidade enorme de dados brutos que não satisfazem as necessidades da empresa ou não apresentam valor devido à má qualidade. Contudo, com uma companhia especialista oferecendo DaaS, isso é contornado.

Uma vez que sua companhia conta com um mecanismo automatizado de coleta e limpeza de dados, é possível obter fluxos com uma qualidade melhor.

A grande vantagem é contar com um apoio de uma estrutura preparada para lidar com as informações. Além disso, a organização consegue optar por fluxos de informação que sejam relevantes para o negócio.

Agilidade

Outra vantagem é a agilidade em todos os processos de tratamento dos dados. Ao terceirizar essa tarefa para sistemas em nuvem, a empresa consegue garantir uma solução dedicada para esse fim com os componentes computacionais mais potentes alocados.

Desse modo, é possível reduzir consideravelmente o time-to-insight, que compreende o período entre a coleta inicial e o valor gerado para as decisões. Com isso, a empresa consegue um tempo de resposta maior em situações de tempo real, de forma a obter mais efetividade em suas escolhas. 

Rápido setup time

Assim como outras soluções cloud, uma empresa contratante é capaz de ter acesso a uma infraestrutura de tratamento de dados — com warehouses, data lakes, sistemas de IA, entre outros — em um tempo incrivelmente pequeno. Ou seja, o tempo para conseguir as soluções na companhia é quase instantâneo. 

Isso se torna mais benéfico quando comparamos com o tempo para obter uma solução de coleta, análise e processamento on-premises (local). Para isso, a empresa precisaria de um período para adquirir novos equipamentos, comprar softwares e implantar as máquinas fisicamente. Demoraria  muito mais tempo e consumiria mais recursos.

Flexibilidade

Outra questão interessante do DaaS é a sua flexibilidade. Afinal, a companhia tem acesso a diferentes fluxos de dados, de acordo com sua necessidade. Sempre que houver mais demanda, ela pode acessar mais dados; quando a demanda diminuir, ela pode simplesmente optar por um pacote com menos dados. A transição entre um pacote para outro é instantânea e é chamado de elasticidade.

Assim, a empresa se torna devidamente flexível e escalável para lidar com a demandas  A partir disso, ela perde menos oportunidades e consegue expandir os seus negócios com facilidade.

Redução de custos

DaaS também significa redução de custos. Primeiro, a empresa não precisará arcar com uma infraestrutura interna para tratamento dos dados. Assim, não gastará com manutenção, suporte, pessoal capacitado, nem espaço físico e refrigeração.

Segundo, a companhia não perderá oportunidades de negócio nem tomará decisões sem o apoio de insights inteligentes. Isso significa menos desperdícios e maior retorno sobre o investimento. 

Crescimento estruturado

Com o DaaS e o apoio de dados, a empresa consegue um crescimento estruturado e planejado. Afinal, o sistema ajudará nas análises do histórico da companhia e nas análises preditivas, o que auxilia nas decisões e ações futuras. Com isso, a organização consegue planejar melhor o seu futuro, de forma a eliminar os riscos. 

Há uma visão mais ampla acerca desses riscos, o que permite um crescimento que contempla as possibilidades de falha. Da mesma forma, a empresa conseguirá entender onde investir para obter melhores oportunidades. 

Data-driven

Outro benefício é a transformação da companhia para o foco nos dados. Ou seja, para uma visão data-driven. Com a facilidade de utilização das ferramentas de DaaS, colher e integrar informações para tomada de decisão tornou- se uma tarefa ainda mais fácil. Por essa razão, a empresa consegue orientar suas decisões com os dados e avançar nessa questão.

Ser data-driven no mundo atual não é mais um diferencial e sim uma necessidade. Quanto mais organizações avançam no mundo digital, mais existem demandas pelo uso estratégico dos dados para redução de custos, mitigação de riscos, eliminação de desperdícios e otimização da gestão. 

Segurança

Outro ponto é a segurança. O DaaS, assim como outros serviços da cloud, oferece mecanismos específicos para a garantia da segurança dos dados. Assim, a empresa estará exposta a menos riscos, pois contará com redundância, monitoramento constante, firewall, recuperação de desastres e outras abordagens.

A gestão de dados em um DaaS é um grande desafio. Contudo, ainda assim, é vantajosa se comparada com a gestão de dados em sistemas on-premises, em um modelo que depende unicamente da companhia-cliente.

Qual é a diferença entre SaaS e DaaS?

Para continuar entendendo melhor esse modelo de serviço na nuvem, vamos aprofundar nas diferenças entre DaaS e SaaS.

Inicialmente, podemos estabelecer que ambos diferem por conta do que é oferecido como um serviço. O software como serviço (SaaS) é toda a infraestrutura para suporte do software e o próprio software. Cabe ao usuário apenas o uso. Já no DaaS, são os datasets e softwares encarregados de auxiliar na coleta e processamento desses dados.

De certa forma, DaaS envolve um SaaS também, ou seja, o modelo de dados como um serviço também compreende softwares. Contudo, DaaS vai além e oferece mais do que isso.

O SaaS é uma definição geral, que não especifica muito bem a finalidade do software. Foi basicamente o primeiro modelo “como um serviço” e tornou- se muito comum e útil para empresas. A partir disso, os sistemas começaram a ser usados em diversos contextos e setores diferentes.

Ao passo que quando falamos em DaaS, estamos nos referindo a Big Data, análise de dados e todos os assuntos periféricos. É um serviço muito mais específico e claro. 

Por que DaaS?

O mundo atual está cada vez mais envolvido em dados. Empresas de todos os tipos processam milhares de dados todos os dias. Seja em suas operações internas, com dados da própria companhia, seja em relações com o externo, com dados de redes sociais, de clientes e dados abertos.

Com o aumento da importância das soluções de Big Data, tornou-se ainda mais relevante pensar em como aproveitar esses dados estruturados ou não, gerados em alta velocidade, em diferentes formatos e em grandes volumes. Para isso, as companhias precisam de uma infraestrutura devida, que seja escalável e estável, como a DaaS oferece.

Além disso, estamos vendo cada vez mais tecnologias que crescem com apoio dos dados. A Inteligência Artificial (IA) utiliza os dados para treinamentos dos algoritmos. Quanto mais dados, melhor o treinamento. Além disso, é preciso processar esses dados e realizar uma limpeza neles para que os sistemas de IA sejam precisos.

A internet das coisas, por sua vez, gera uma grande quantidade de dados em tempo real. Os sistemas centrais de análise da IoT (internet das coisas) precisam lidar com essas bases massivas e extrair valor delas. 

Existem também os vários tipos de software de gestão, aliados a softwares de análise de dados como Business Intelligence. Muitas empresas utilizam CRMs e ERPs com capacidade de analisar e processar Big Data, por exemplo. Essas tecnologias também precisam de uma boa gestão dos dados e é indicado que utilize softwares exclusivos para seu segmento.

Nesse sentido, o DaaS se destaca por oferecer um modelo flexível de gerenciamento do Big Data, com os profissionais capacitados para suporte/manutenção e uma estrutura estável e segura. Dessa forma, as companhias conseguem aproveitar e alavancar essas inovações mencionadas com menos custos e problemas para resolver.

Quais as características do DaaS?

Existem diversos subcomponentes de um sistema Data as a Service. Um deles é o dataset propriamente dito. Trata-se do conjunto de dados que será utilizado para uma análise específica. Os datasets variam de acordo com o contexto deles e a finalidade de uso. Por exemplo, é possível extrair datasets de publicações em uma rede social ou informações de pessoas cadastradas em um sistema. 

Há  as ferramentas de integração de dados. Elas são responsáveis por captar os dados de diferentes fontes, analisar e transformar esses dados para armazená-los em uma base centralizada.

Existe também o sistema de gestão do banco de dados. Ele garante o controle das consultas, atualizações e criações de tabelas em um banco de dados. 

Em complemento, existem as soluções de análise self-service. São ferramentas que permitem que o usuário explore os dados e consiga filtrá-los para extrair valor deles. Ou seja, elas democratizam o acesso aos dados e possibilitam que as pessoas, mesmo sem experiência , consigam realizar perguntas, relatórios e obter respostas. 

Quais as principais aplicações do DaaS?

Uma das principais aplicações do Data como um Serviço é nas vendas e no marketing. Ao utilizar esse modelo para esses setores, as empresas são capazes de analisar dados pertinentes, fazer melhores campanhas, realizar predições de oportunidades de negócio e vender mais. Além disso, é possível conhecer melhor os clientes.

Outro setor muito impactado pelo DaaS é o da cadeia de suprimentos e logística. Justamente porque muitos dados fluem diariamente nesses departamentos. É possível garantir a gestão  dos dados de monitoramento da cadeia, otimizar os processos e realizar análises inteligentes.

A tomada de decisão dos líderes também é beneficiada. Diretores podem utilizar o Data as a Service como um apoio para cada escolha estratégica que fizerem. Dessa forma, estarão fundamentados em uma base sólida. Outros setores que podem ser otimizados são: recursos humanos, setor financeiro, etc.

DaaS é uma realidade dos nossos tempos. Com o uso de dados se tornando cada vez mais uma necessidade estratégica, as empresas precisam de apoio para garantir a infraestrutura necessária para isso. Então, companhias especialistas entenderam essa demanda e começaram a oferecer suítes de recursos que ajudam as empresas na obtenção de insights a partir de dados.

Gostou do assunto? Compartilhe com seus amigos em suas redes sociais!

Você também pode gostar

Deixe um comentário