A transformação digital já chegou às empresas, em todos os setores, explicitando a importância da conectividade empresarial. Você tem ideia do que se trata? Em termos simples, significa investir em conectar sistemas, dispositivos e pessoas, criando um ambiente seguro, moderno e que otimize os fluxos da organização. Entretanto, o desafio real é saber como implementar esse processo da forma correta.

Não se preocupe, pois mostramos as principais informações sobre o assunto neste artigo. Boa leitura!

O que é conectividade empresarial?

Já ouviu o termo Indústria 4.0? Ele se refere à chegada oficial da inovação nas companhias. Para se manterem competitivos, negócios de todas as áreas precisam acompanhar as demandas dos consumidores. Uma vez que estes acessam soluções com cada vez mais praticidade e agilidade, passam a exigir essa mesma velocidade e eficácia das organizações.

Prestar atenção ao comportamento do usuário — que tende a mudar rapidamente — exige conectividade empresarial, o que envolve ir além do mero uso de aparatos tecnológicos. Ou seja, é necessário contar também com pessoas e interações sociais, de modo a analisar dores e demandas e construir algo de valor para o público.

Nesse sentido, muito se fala da cultura Data-Driven (orientada por dados). Ela diz respeito às gestões que não tomam mais decisões com base em achismos, mas sim em informações sólidas e reais sobre as necessidades de seus clientes.

Além de contar com softwares de tratamento de dados, eles precisam de pessoas. Afinal, uma equipe será responsável por interpretar aquelas informações e transformá-las em soluções, certo? É por isso que o conceito de conectividade empresarial não se resume à automação, à integração e ao uso de tecnologias. Ela engloba o fator humano como centro do planejamento e das ações de uma organização.

Quando se fala desse tema, vale destacar que a segurança é uma prioridade. Como a conectividade inclui a manipulação de dados, é fundamental contar com dispositivos de alta qualidade e que respeitem a privacidade dos envolvidos. Essa atitude não só impacta a imagem da organização, mas também caminha em conformidade com os dizeres da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que está em voga.

Por que a conectividade empresarial é tão urgente para provedores?

Vamos a alguns dados. O DataReportal realizou um estudo sobre conectividade em janeiro de 2020, no qual apontou que 71% dos brasileiros estão conectados. Desses, 205,8 milhões correspondem a conexões mobile, ou seja, os consumidores têm constante acesso à internet.

No caso dos provedores que ainda não se solidificaram no digital, isso tende a ser um problema. Afinal, o público pode chegar com facilidade à concorrência, fidelizando-se a ela. Além disso, imagina-se que uma empresa que não levou seus negócios para o mundo online também não invista em conectividade na sua rotina interna, impedindo a chegada da inovação na gestão de fluxos.

Outros dados, como o que a Cisco revelou em 2017, mostram que a tendência do movimento rumo ao digital só aumenta. Segundo a líder mundial em TI e Redes, o tráfego triplicará até 2022. A expectativa é que 80% dos brasileiros estejam conectados à internet, de alguma maneira.

Sendo assim, não é difícil perceber que os provedores de internet não podem ficar de fora desse percurso, certo? Isso os impediria de acessar seus públicos, de construir uma imagem forte e, consequentemente, de conquistar resultados que os mantenham ativos.

A aposta em conectividade empresarial é imediata. Afinal, conforme sugere o presidente da produtora Sambatech, a transformação digital não é mais opcional. Ela é fundamental para que as companhias que vemos (e amamos) hoje continuem a prosperar.

Como aplicar a conectividade empresarial?

De modo geral, a aplicação desse conceito depende de abraçar a inovação. Para tal, é preciso tomar algumas providências na gestão do seu provedor de internet. Confira sugestões!

Faça um diagnóstico da empresa

O primeiro passo é entender em qual cenário a companhia se encontra. Nesse momento, é interessante reunir a equipe e coletar todos os dados disponíveis, que mostrarão o que precisa ser otimizado e removido dos fluxos de trabalho. Em seguida, é recomendado criar planos que se dividam em pequenas metas, a serem atingidas em determinado período e que levam a tecnologia aos setores.

Automatize

Existem vários softwares de gestão empresarial no mercado, essenciais para os provedores que desejam coletar dados práticos e gerar relatórios de desempenho. Além disso, eles ajudam a transformar operações morosas e manuais em fluxos automatizados e ágeis, permitindo que a equipe foque o core business e conquiste resultados ainda melhores.

Integre

Além da automatização, integrar é fundamental na conquista da conectividade organizacional. A atitude coloca a gestão nas mãos dos líderes em um lugar só, possibilitando que visualizem todo o panorama do negócio remotamente e onde quer que estejam.

Em adição, impede que a comunicação gere ruídos que impactam os retornos, visto que os colaboradores podem acessar as informações de que precisam por meio de sistemas unificados. Ou seja, não dependam de terceiros, nem parem o trabalho para coletar dados que estão à disposição graças à inovação.

Capacite a equipe

De nada adianta adotar soluções tecnológicas se o time de colaboradores não souber usá-las, não é verdade? Então, treinar a equipe é mais do que recomendado. Com o direcionamento certo, ela saberá aproveitar o máximo da ferramenta implementada, usando a conectividade empresarial a favor do negócio.

Monitore os resultados

Os sistemas de gestão, integração e automatização, que conectam todos os setores do negócio de provedores de internet, têm uma grande vantagem. Eles ofertam relatórios de desempenho sempre que os gestores precisarem. Assim, podem monitorar os resultados na prática, identificando problemas antes que se tornem maiores e solucionando desafios com base em dados.

Conforme vimos, investir em conectividade empresarial é algo urgente para entregar soluções cada vez mais ágeis, eficientes e conectadas com as verdadeiras demandas dos consumidores. Com isso, o seu negócio poderá colher os frutos da adoção da transformação digital antes do que imagina.

Falando nisso, que tal fazer parceria com uma empresa que entende a necessidade dos provedores como nenhuma outra, ofertando softwares completos e robustos para uma maior modernização? Entre em contato conosco e tire quaisquer dúvidas sobre os recursos que a MK Solutions oferece!

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *